imagem da logomarca Júlia do SEO

Google Search Generative Experience (SGE): o que é e qual o seu impacto nas buscas?

Publicado por 

, em 

Vejo no conteúdo:

Última atualização em 16 de maio de 2024 por Júlia Neves

Já pensou se a resposta para qualquer pergunta aparecesse na sua frente de forma clara, concisa e completa, sem precisar entrar em nenhuma outra página que não a própria página de resultados do Google?

É exatamente isso que o Google Search Generative Experience (SGE) promete, uma nova experiência nos seus resultados de busca na internet.

Esqueça a lista tradicional de links azuis. Com o Google SGE, a inteligência artificial é usada e passa a gerar respostas diretas e informativas, respostas essas que são obtidas da compilação de diversas fontes, e apresentadas de forma clara e organizada no topo da página de resultados de pesquisa do buscador.

Se você está querendo ideias de receitas de bolo, por exemplo, o Google SGE não vai só te redirecionar para sites com sugestões, mas vai te oferecer uma lista completa com as melhores receitas, tiradas de várias fontes, economizando seu tempo e te levando direto ao ponto.

Mas, assim como o Google evolui a cada dia para atender melhor aos seus usuários, a forma como produzimos e otimizamos conteúdo para chegar no topo das buscas também precisa se adaptar a toda essa novidade.

O SGE já está entre nós e, como profissionais de SEO e marketing digital, precisamos entender seu funcionamento, seus benefícios e, principalmente, como podemos usá-lo a nosso favor.

Afinal, o SGE é uma realidade, e entender seu impacto nas buscas é fundamental para o sucesso de nossas estratégias. Neste artigo, vou falar sobre o Google Search Generative Experience e analisar como ele está impactando no futuro do SEO.

O que é Google SGE?

O Google Search Generative Experience, também conhecido como SGE, é uma novidade na maneira como pesquisamos na internet.

Imagine juntar o poder de busca do Google com a inteligência artificial generativa do ChatGPT, por exemplo – essa é a ideia do SGE.

Print da tela do computador mostrando o uso do SGE.

Em vez de mostrar apenas uma lista de links, o SGE gera um resumo conciso e informativo, extraído de diversas fontes relevantes, respondendo à sua pergunta de forma direta e completa. 

Essa resposta dada pela Inteligência Artificial, chamada de “AI Snapshot”, aparece no topo da página de resultados, acompanhada de links para os sites que serviram de base para ela.

Pense no SGE como um assistente de pesquisa que revira a internet para você, sintetiza as informações mais relevantes e te entrega um resumo pronto, sem precisar entrar em várias páginas para achar a resposta.

Mas o Google SGE não se limita apenas a responder perguntas. Ele oferece uma experiência completa de busca, permitindo que você:

  • Tenha uma visão geral rápida de qualquer assunto: O SGE gera resumos de tópicos complexos, como artigos científicos ou eventos históricos, simplificando o acesso ao conhecimento.
  • Compare diferentes opções: Se você está em dúvida sobre qual produto comprar ou qual restaurante escolher, o SGE te ajuda a comparar as diferentes opções, destacando os pontos fortes e fracos de cada uma.
  • Ajude a sua criatividade: Precisa de inspiração para um novo projeto? O SGE te ajuda a gerar ideias criativas, desde receitas a temas para blogs, e até mesmo trechos de código.

O SGE representa um grande passo na evolução das buscas online. O Google, mais uma vez, está moldando o futuro da internet e nós, profissionais de SEO e do mercado digital, precisamos estar preparados para esse novo momento.

Como funciona o SGE?

O Google SGE, em sua essência, utiliza a inteligência artificial generativa (IA generativa) para transformar a forma de apresentar os resultados de busca de seus usuários. Mas como essa tecnologia funciona na prática?

O Search Generative Experience utiliza modelos de linguagem avançados, como o LaMDA 2, MUM e PaLM 2, para entender e processar a linguagem humana. Através do Machine Learning, ele analisa uma enorme quantidade de dados para gerar respostas precisas e relevantes para suas buscas.

Voltando ao exemplo que dei lá no início: imagine que você busca por “a melhor receita de pudim de leite”.

O SGE, utilizando seus modelos de linguagem, analisa diversas fontes, identifica as melhores receitas e te apresenta um resumo conciso com as três melhores opções, incluindo um breve descritivo de cada uma.

Além disso, O SGE ainda te sugere perguntas complementares, como “qual o segredo para um pudim perfeito?”, te dando várias possibilidades para aprofundar sua pesquisa.

Ao clicar em uma das sugestões, o SGE te leva a um novo nível de informação, com um resumo completo sobre os melhores truques para fazer pudins perfeitos.

Outra novidade do SGE está na sua capacidade de interação. Você pode digitar suas próprias perguntas complementares, como “como preparar pudim de chocolate?”, e o SGE, como um chef de cozinha experiente, vai te guiar com respostas rápidas e fáceis, adaptando-se às suas necessidades e dúvidas específicas.

A forma como ele processa a informação, gera respostas e interage com o usuário, representa um salto gigantesco na evolução dos buscadores online.

Quais os benefícios do SGE?

O Google Search Generative Experience não é apenas uma mudança estética na página de resultados do buscador, ele representa uma verdadeira revolução na maneira como buscamos e interagimos com as informações.

Os benefícios do SGE são diversos e impactam tanto os usuários comuns quanto os profissionais de SEO e marketing digital.

Simplificação de Temas Complexos

Imagina que você pudesse ter um professor particular que resumisse os pontos principais de qualquer assunto complexo, de forma clara e concisa.

O SGE faz exatamente isso! Ele transforma temas complexos, como o exemplo dos artigos científicos e eventos históricos que falei anteriormente, em resumos fáceis de entender, democratizando o acesso ao conhecimento.

Além da Busca Conversacional

O SGE vai além da busca tradicional, criando uma experiência interativa e intuitiva. 

Ele não apenas sugere perguntas relacionadas, mas também perguntas complementares que te guiam por um caminho de descobertas, aprofundando sua pesquisa de forma natural.

Adaptação às suas Necessidades:

O SGE se adapta às suas necessidades específicas. 

Se você precisa comprar um celular, por exemplo, ele vira o seu especialista, te ajudando a comparar opções, destacando os pontos fortes e fracos de cada um dos aparelhos, te guiando na tomada de decisões.

Potencialização do SEO

Para os profissionais de SEO o SGE representa, além de um novo desafio, uma oportunidade única. 

Compreender como o SGE funciona, como ele processa a informação e como ele interage com o usuário é ideal para adaptar as estratégias de conteúdo e garantir que estejam otimizadas para essa nova forma de apresentação de resultados.

Em resumo, o SGE oferece uma experiência de busca completa, eficiente e intuitiva, ajudando no acesso à informação e transformando a maneira como interagimos com o conhecimento na internet.

Vai afetar o SEO?

A pergunta que não quer calar: o Google Search Generative Experience é uma ameaça ou uma oportunidade para o SEO?

A resposta, como na maioria das vezes quando se trata de SEO, é: DEPENDE!

O Google SGE, sem dúvida, está mudando as regras do jogo, mas cabe a nós entendermos as novas dinâmicas e adaptarmos nossas estratégias.

Pensando diretamente em SEO, um dos principais impactos do SGE é a potencial redução do tráfego orgânico dos sites.

Se o usuário encontrar a resposta completa para sua pergunta diretamente na página de resultados do Google, ele não vai precisar clicar em links, o que impacta diretamente os sites que dependem que as pessoas entrem em suas páginas para gerar receita ou engajamento.

Imagine, por exemplo, que você busca por “o que é SEO?”. 

E aí o SGE te entrega uma resposta detalhada, sintetizando informações de diversas fontes, e você, satisfeito, acaba não sentindo a necessidade de clicar em nenhum link abaixo da resposta gerada pela IA.

Mas nem tudo está perdido para os profissionais de SEO. O Google descreve o SGE como um “ponto de partida para explorar o conteúdo da web”. 

Ou seja, o SGE pode servir como um guia, despertando o interesse do usuário e o levando a buscar informações mais aprofundadas nos sites de referência.

Outro ponto importante: o Google não está substituindo a busca tradicional pelo SGE, mas sim combinando os dois. Os resultados tradicionais ainda estão lá, logo abaixo da resposta gerada pela IA.

Além disso, apenas os usuários que optarem por usar o SGE verão os resultados gerados por IA.

AInda com o uso do SGE, você terá a chance de aparecer entre os resultados utilizados como fonte, que pelo que vi até agora serão 3:

Print da tela sobre SEG com explicação sobre IA.

E pasmem, como você pode ver na imagem acima, nem o próprio Google sabe o que é SGE! hahaha

O impacto real do SGE no SEO ainda está sendo sentido e estudado, mas podemos prever algumas mudanças importantes:

  • Dificuldade em ranquear para palavras-chave simples: O SGE tende a responder perguntas simples de forma completa, reduzindo a necessidade de clicar em links.
  • Aumento da importância do ranqueamento: Alcançar o topo das SERPs é cada vez mais importante, já que os primeiros resultados têm maior chance de serem incluídos no resumo do SGE.
  • Foco na intenção de busca: Entender a intenção do usuário se torna crucial, já que o SGE busca dar a resposta mais relevante e exata para cada pergunta.

Se eu fosse resumir hoje meu feeling com a SGE, é que ela veio como um Pokemón evoluído do Featured Snippet, ou seja, ela ocupa um espaço maior e tende a reduzir o CTR dos sites abaixo, mas pode aumentar os cliques dos sites citados como fontes.

É de extrema importância que os profissionais de SEO e marketing digital acompanhem de perto a evolução do SGE e adaptem suas estratégias para garantir que seu conteúdo seja encontrado e valorizado nesse novo cenário.

O SGE é mais um chamado do Google mostrando que precisamos repensar nossas estratégias, focar na qualidade do conteúdo, na intenção de busca e na experiência do usuário. 

Como se aproveitar do SGE e adaptar sua estratégia de SEO para as IAs?

O Google SGE chegou para desafiar as estratégias tradicionais de SEO, mas também traz junto de si um conjunto de oportunidades para quem souber se adaptar e adaptar seus conteúdos a esse momento.

Adaptação é a chave para o sucesso, então, para te ajudar, aqui estão algumas dicas valiosas para você entrar de vez no gosto do SGE.

Escolha palavras-chave de cauda longa

O SGE incentiva buscas mais detalhadas, mais específicas, o que significa que palavras-chave de cauda longa (long-tail keywords) se tornam ainda mais relevantes. 

Em vez de focar em termos genéricos como “jogos de tabuleiro”, pense em termos mais específicos como “jogos de tabuleiros para adultos com pelo menos 5 jogadores”.

Ferramentas de SEO como o Semrush e o Answer the Public podem te ajudar a encontrar as palavras-chave de cauda longa ideais para o seu nicho, ou para seu conteúdo específico.

Crie conteúdo de alta qualidade e foque na intenção de busca

Assim como na busca tradicional, o SGE prioriza conteúdo relevante e útil. A diferença é que ele busca entregar a informação de forma mais rápida e eficiente. 

Use fontes confiáveis, compartilhe opiniões de especialistas e certifique-se de que as informações que você compartilha são precisas. Lembre-se sempre que o Google leva muito em conta o EEAT para avaliar a qualidade e relevância do seu conteúdo.

Entenda a intenção por trás da busca do usuário (informativa, navegacional, comercial ou transacional) e crie conteúdo que atenda a essa necessidade de forma completa e satisfatória.

Analise os resultados de pesquisa (SERP) para entender o que torna os primeiros resultados tão relevantes e como você pode superá-los.

Priorize a linguagem natural

O Google SGE entende a linguagem do dia a dia. Escreva como você fala, de forma clara e concisa, como se estivesse conversando com seu público. Não preciso nem dizer a importância de conhecer muito bem o público para o qual você está falando, né?

Evite jargões técnicos e linguagem formal. A busca por voz está crescendo a cada dia e a linguagem natural é crucial para o sucesso nesse cenário.

Use dados estruturados

Dados estruturados (schema markup) ajudam os mecanismos de busca a entenderem e categorizarem os seus conteúdos.

Utilizar essa ferramenta torna seu conteúdo mais fácil de ser entendido pelo Google, aumenta as chances de aparecer em buscas relevantes e, consequentemente, melhorar seu desempenho em SEO a longo prazo.

Como falei, os primeiros resultados têm maior tendência a serem os escolhidos para fazer parte das respostas da Inteligência Artificial.

Adapte sua estratégia de SEO com a ajuda das IAs

O SGE é uma peça entre várias inteligências artificiais, como o ChatGPT, Copilot e o Gemini, que vieram para ficar e que estão transformando a cena do digital.

Use essas ferramentas a seu favor para:

  • Brainstorming de ideias para conteúdos: IAs podem te ajudar a encontrar temas relevantes e criar briefings, agilizando seu processo criativo.
  • Pesquisa de palavras-chave: Elas podem te ajudar a escolher palavras-chave relevantes para focar seus conteúdos.
  • Conhecer melhor o seu público: Entenda as necessidades, desejos e dores do seu público. Utilize ferramentas como personas e realize pesquisas para conhecer a fundo seu cliente ideal.
  • Refinar conteúdo existente: As Inteligências Artificiais podem te ajudar a melhorar a qualidade do seu conteúdo, ajudando com correções ortográficas, sugerindo sinônimos, ajudando com ideias e por aí vai.

Lembre sempre que a qualidade e a originalidade do conteúdo continuam sendo cruciais para o sucesso da sua estratégia de SEO. 

Concentre-se em criar conteúdo único, relevante e que atenda à intenção de busca do usuário. Ferramentas de IA podem te auxiliar nesse processo, mas o toque humano, a criatividade e a expertise continuam sendo o mais importante.

Prepare-se para o Futuro com a SGE

A Google Search Generative Experience chegou para ficar e para mudar a forma como interagimos com a informação, e apesar de ainda estar engatinhando, seu impacto já é inegável.

A busca por respostas rápidas, completas e personalizadas é uma tendência trazida pela evolução das IA generativas, e a SGE é mais uma prova disso.

Adaptar suas estratégias de SEO para a se aproveitar do SGE não é apenas uma opção, mas sim uma necessidade para quem deseja continuar relevante com esse novo formato de respostas.

A boa notícia é que o Google continuará sempre priorizando conteúdo de alta qualidade, relevante e que atenda à intenção de busca de seus usuários. 

A diferença é que, agora, a inteligência artificial entra em cena para auxiliar nesse processo.

Então, veja o SGE como um aliado, e não como um inimigo das suas estratégias de SEO.

A era do Google SGE já começou. Entenda essa mudança, se adapte, inove e se prepare para um futuro cada vez mais inteligente e personalizado.

Quer ficar por dentro das últimas novidades sobre Google Search Generative Experience e SEO?

Me siga no Instagram, confere o meu canal do Youtube e assine a minha Newsletter para receber conteúdos e dicas muito valiosas para você não ficar para trás nas novidades sobre SEO e do mercado digital.